Coaf inclui subprocuradores e secretários municipais em lista de monitoramento

“Fica mais difícil para as instituições identificarem todas as pessoas a serem monitoradas. A resolução de 2017 já trouxe um grande desafio que é monitorar não só os próprios PEPs como os entes relacionados a eles, como familiares, colaboradores e pessoas jurídicas que participam. Se aumenta essa lista dos PEPs, fica muito mais abrangente ainda”.

Matéria publicada no Jota com comentário da advogada Dra. Camila Chizzotti

Conteúdo completo você encontra em https://bit.ly/3xjTVnm

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Últimos Artigos

“A extinção das Eirelis”

Artigo do Dr. Murilo Muniz Silva é destaque no Monitor Mercantil. Conteúdo completo você encontra no:  https://bit.ly/2XWSgqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *